Mulheres do Agro: Josefina Durini e seu sonho sustentável

Josefina Durini, proprietária da Fazenda Alliança Agroecológica, em Barra do Piraí (RJ), é conhecida pelo pioneirismo e pelo empreendedorismo. Josefina vê nos orgânicos a concretização de um ideal de vida, buscando a preservação da biodiversidade, a saúde e o sabor. A fazenda dela foi uma das primeiras a investir na produção sem agrotóxicos, há oito anos, e recebeu no período a certificação da empresa franco-alemã Ecocert.
Construção histórica do século 19, a Alliança possui ruínas e monumentos de interesse turístico e tem área adaptada para receber eventos, promovendo o turismo rural. Com foco na nova atividade, os passeios foram ampliados até a horta e o pomar, além de visita à produção orgânica de leite de búfala.

A horta funciona sob o modelo “colha e pague”, em que o público pode escolher as verduras diretamente do pé – e o pomar possibilita inúmeras descobertas, como os exemplares exóticos de frutas brasileiras e de diversos países.

História

Josefina é de família italiana, nasceu na Argentina, é naturalizada brasileira, casada com um franco-americano e tem filha que foi criada no Brasil mas atualmente mora nos Estados Unidos. Definem-se como cidadãos do mundo.
A fazendeira é formada em arquitetura e desempenha essa função por gosto e tradição familiar.

“Sempre fui muito ligada às artes, preservação histórica, criatividade e à preservação da natureza”.

Josefina morou na Argentina, Espanha, Inglaterra e já viajou por mais de 60 países, passando por todos os continentes. Em Londres, teve um antiquário e uma galeria especializada em arte latino-americana, a única na Inglaterra. Nesse período, fez muitas viagens a trabalho pela América Latina. Há 17 anos, decidiu morar no Brasil com o marido. Teve uma fazenda sobre o Rio Paraná, na qual transformou em reserva ecológica. Fez diversos trabalhos sociais com cooperativas de catadores em favelas no Rio de Janeiro.
Hoje em dia, divide-se entre a a Fazenda Alliança e viagens a trabalho e lazer.

A Fazenda Alliança hoje é seu grande desafio, um lugar que considera muito especial, onde todas suas paixões se juntaram: a arquitetura, pela qual restaurou um casarão histórico do século 19; a preservação da natureza, por meio das técnicas de construção e sistemas sustentáveis de captação de recursos; a produção orgânica vegetal e animal baseada em técnicas de agrofloresta; e a possibilidade de tornar a fazenda produtiva e sustentável, produzindo alimentos para a população local e capacitando mão de obra, contribuindo assim com a disseminação dos conceitos e ideias de sustentabilidade.

EXPERIMENTE A PLATAFORMA AGRONOW GRÁTIS